Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Curtas’ Category

MÊS QUE VEM: EM NOVA FASE

By Douglas Miura

Read Full Post »

SOMMELIER DE PAIXÕES

Tinha uma habilidade da qual se orgulhava, transformar paixões em ódio. Não que racionalizasse em cima disso, não, no fundo nem fazia de propósito, era assim… porque era assim. Gostava de ver a coisa toda transbordar, como leite fervido, sujando tudo.

Paixão nada mais é a do que solução de amor e ódio dissolvidos. Um veneno? Sim, veneno do forte, por vezes mortal, mas indubitavelmente saboroso. Saboroso para os iniciantes, pois para aquele enfadonho ser, que era uma espécie de sommelier das mais finas paixões, o sabor puro e simples não lhe trazia mais agrado nenhum. Precisava modificar, experimentar, transfigurar! Tinha experimentado o suficiente para aprender a dissecar o sentimento e descobriu que apreciava na verdade os cristais de ódios que ficam quando o amor todo  evapora. Gostava de mastigar isso… que nem chiclete.

Pois, certa vez, na posse de um novíssimo frasco cheio de paixão, nosso sommelier levou ao fogo. O líquido evaporou e ele olhou espantado sem encontrar os tais grãnzinhos de ódio… Frustração!… Não tanto pela falta do ódio empedrado, mas sim por ter se dado conta de que, mesmo não sendo lá um grande apreciador do líquido, perdeu a oportunidade de, ao menos uma vez, experimentá-lo em estado puro…

Mas já era tarde demais. Tudo evaporou…

E foi condensado em outra horta…

 

foi...

foi...

Read Full Post »

NOSSOS ESPELHOS

Uma das funções das celebridades é estabelecer padrões de normalidade e aceitação. E isso fato! Talvez por isso ganhem tanto dinheiro.

A começar pelo signo. Você pode ter nascido no mesmo dia que o Brad Pit, pode ter a mesma lua, descendente e planetas na mesma casa, você também pode ser feio como o Nelson Ned em chamas, mas, o que vai fazer questão de dizer na mesa de bar é que seu DNA cósmico é o mesmo do Brad Pit. Por que isso? Porque isso é bom! Isso te faz sentir bem…

Se você usa óculos pode argumentar que o Hug Grant também usa. Se tiver síndrome do pânico pode dizer que a Maite Proença também tem. Se é cleptomaníaco pode citar o Winona Ryder. Se transou com travestis pode dizer: “normal, o fenômeno também transa”. Se é ninfomaníaco, o Bruce Willis também.

É pra isso que servem as celebridades. E ponto final! Não adianta mais vir com historinha do tipo: “ah, mas que diabos, porque a Rita Cadilac ganha tanto dinheiro, o que ela faz afinal?”. Ora, como assim o que ela faz? Ela dá pra vários caras! O que, automaticamente, a torna um padrão social, deixando as mulheres que dão para vários caras tranqüilas.

Por isso, antes de criticar a celebridade alheia, é bom saber o que existe na mídia que te faz sentir bem. Eu, por exemplo, admiro e me espelho em figurantes do Zorra Total…

… fracassados esperançosos.

 

Picasso - girl before a mirror

Picasso - girl before a mirror

Read Full Post »

GARBAGE CAN…

E então o homem se fez e multiplicou. Primeiro Adão, depois Eva, depois Caim e Abel, depois mais uns, e outros; o homem fez família, irmãos, primas, tios, avós; abriu fazendas, construiu templos, arou a terra; plantações, construções, aldeias, vilas, cidades; abriu estradas, lapidou pedra, domesticou animal; inventou crenças, rezou para Deuses, depois um, depois vários, depois nenhum; o homem cresceu, criou consciência, estudou o céu, o mar, o fogo; aprendeu a desenhar, pintou quadros, coloriu paredes, desenhou projetos, inventou palavra; e o homem continuou, crescendo, crescendo; cidades, Estados, países; colocou navios no mar, aviões no céu; comeu da carne, comeu do mar, comeu da terra; cresceu; fermentou e brotou nos mais diversos cantos; no frio, no quente, no seco, no molhado; o homem não parou de crescer; represou rios, cavou a terra, queimou petróleo, plastificou montanhas.

E então Deus voltou de férias. Bronzeado, de óculos de Sol, camiseta colorida, protetor solar. Abriu a geladeira e pegou um bolinho azul lá no fundão:

– caceta! Tá embolorado…

E o homem morreu na lata de lixo…

será ele voltando de férias?

será ele voltando de férias?

Read Full Post »

ÍNDIO LIVRE

E veio aquele sujeito outro dia me dizer que não tem nada não, mó de que a gente é tudo livre!

Livre? Mas ah! Livre meu cumpadi? Livre pra que? Pra escolher entre uma marca e outra de xampus, vá lá, talvez. Mas livre, livre como há de ser, livre mesmo, aí não posso concordar, não.

O compadre disse ainda que eu podia ser o que quisesse: professor, engenheiro, farmacêutico, cozinheiro, mó de que o mundo todo é livre e faz a escolha que quer. Rapaz, disse-lhe eu… e se eu quiser ser índio? Já num posso… Já não sou livre. Mó de que enquanto não puder escolher ser índio, num posso considerar que sou livre.

Ser índio é que nem ser príncipe, tem de nascer, explicou o compadre. Num se escolhe.  Se você quiser ser príncipe, também num dá.

Mas de minha parte, fica tudo que nem se fosse o xampu. Sabor coco, frutas cítricas, ph neutro, anti-caspa. Advogado, médico, engenheiro, dentista. Você até pode escolher, desde que esteja na prateleira do supermercado, ou na lista de profissões do Senac.

E lá num tem ofício de índio…

Read Full Post »

ESPECIAL MISTER W

Clique nas fotos

 

Goodbye mister W. Esperamos sinceramente poder contar com seu talento nas comédias de Hollywood, e nunca mais na Casa Branca.

descaradamente copiado do blog: Haznos

Read Full Post »

E PONTO FINAL !

 

Change

Change

Read Full Post »

Older Posts »